Apresentação

 

As inscrições poderão ser feitas somente no local do evento, com o pagamento en dinheiro ou cheque.

 A partir das 08h30, do dia 13/04Sujeito à disponibilidade de vagas.

 

Os departamentos jurídicos das empresas brasileiras vem passando por uma revolução nos últimos 20 anos, que tem alterado não apenas o perfil, a mentalidade e a atuação dos advogados corporativos, como também o seu papel e a sua própria razão de existirem nas companhias.

Se por muito tempo os advogados internos nas empresas lidavam com assuntos apenas e puramente jurídicos, atuando apenas como "advogados", atualmente se sabe que isso seria muito pouco nos dias atuais, e foi preciso desenvolver uma nova forma de concepção e de atuação.

Essa revolução exigiu uma grande adaptação por parte de todos os envolvidos, desde o próprio departamento jurídico e seus advogados até a empresa em si, as áreas de negócios e a alta gestão, passando ainda pelos advogados externos (terceirizados).

A advocacia corporativa estratégica atual, como normalmente chamamos a atuação dos departamentos jurídicos que conseguem atuar de maneira realmente integrada aos negócios e positivamente com foco em resultados, precisa ser estratégica não no sentido de ser superior às áreas de negócios ou mais importante, mas sim no sentido de fazer parte da estratégia da empresa.

Nesse sentido, a integração e a atuação conjunta são fundamentais e todos temos trabalhado muito para encontrar maneiras de melhorar e de otimizar essa relação, através de ferramentas, melhores praticas, soluções inovadoras e criadoras de gestão e muitas outras iniciativas.

Transformar os advogados corporativos em verdadeiros executivos jurídicos não é fácil, nem simples, nem rápido, e nem mesmo para todos, mas é possível e os casos de sucesso estão aparecendo.

Num cenário de incertezas e de desafios econômicos e políticos tão complexo como o atual, em que o desanimo toma conta da maioria das empresas e dos negócios em nosso Pais, todos são (e somos) chamados a ajudar.

E o departamento jurídico precisa, como todas as demais áreas de negocio colaborar e mostrar a que veio. Indo muito (muito) além do jurídico básico.

No seminário deste ano apresentaremos casos práticos e inovadores, de gestão criativa e estratégica, englobando também o que o departamento jurídico pode e precisa fazer em tempos de crise para ajudar a empresa.

Gestores simplistas poderiam imaginar que a velha e sempre correta máxima de gastar menos e ganhar mais seria o caminho.

Arriscamos ir além e desafiamos os colegas a irem além.

O departamento jurídico pode e precisa inovar e ser criativo a ponto de ajudar efetivamente no negocio, na operação, especialmente em tempos complexos, mostrando que cortar pessoas e despesas (inclusive honorários) não é gestão estratégica, é simplista.

O que se pode fazer além disso?

''Venha debater conosco"

 

 

Dr. Leonardo Barém Leite (São Paulo/ SP) 

Coordenador Científico

 

Informações: ELO Eventos (51) 33884944 atendimento@criandoelo.com.br

Divulgue e gerencie online cursos e eventos Crie seu evento aqui